sexta-feira, 10 de abril de 2015

Matérias humanizadas - mães, filhos e negócios - MidiaMAIS do Jornal Midiamax


Como disse em outro post, matérias de mães, bebês, filhos, maternidade e tudo que envolva este tema, são as que mais rendem leituras boas....e para mim, tem um 'tcham' a mais, porque amo escrever sobre isso, não só por viver isso mas também, por acreditar na vida de mães e filhos.

Estas são algumas das matérias que fiz, enquanto jornalista da editoria MidiaMAIS (cultura e comportamento) do Jornal Midiamax, onde estou trabalhando atualemente e super afim de estar contribuindo e aprendendo neste projeto. 







quinta-feira, 9 de abril de 2015

Matérias #VidadeMãe para o Campo Grande News

Como todos sabem, sou #mãededois meninos, o Miguel de 3 anos e Ravi com 11 meses. Por ser um tanto quanto midiática, o que para minha profissão de jornalista é meio que fundamental, eu aproveito o espaço pessoal, do Facebook, para soltar algumas pérolas do dia a dia da minha vida de mãe.

Em janeiro e fevereiro de 2015 fiz alguns artigos sobre a vida de mãe para o site Campo Grande News. Quase todas tiveram um número de acessos satisfatórios, uma vez que assunto de mãe, bebê, filhos sempre rende boas leituras.

As fotos são nossas, do arquivo pessoal e o último artigo colocamos uma ilustração, feita pelo Celso Petit.

 "Quase um dia inteiro sem filhos, angústia de pais e liberdade para as crianças"


 "Entre notícia ruim e mil tarefas, a vida da mãe de dois num domingo de sol"



 "Depois de virar mãe, o mundo passa a ser os filhos, inclusive o mundo virtual"

Matéria Piraquilombo - Revista A Gente


Matéria que fiz para a Revista A Gente, na edição de janeiro de 2015. Na reportagem, falo sobre o projeto Piraquilombo, que acontece em Piraputanga (MS). Tem todo um contexto emotivo, porque o Piraquilombo trata de uma das tradições mais envolventes - pois mistura folclore e fé - dos Dia de Santos Reis.

terça-feira, 12 de março de 2013

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Porque eu gosto do Cordão da Valu???


Porque eu gosto do Cordão da Valu???

Uma pergunta simples que tem vários significados. O primeiro deles é que honra a minha, ter vindo na mesma era da pessoa linda que é a Silvana e o Jeferson, os mantenedores dessa luta. Honra esta, que me fez ter um outro olhar da vida, culturalmente falando e compartilhando, é claro.

Outro significado, não tão importante como o da honra, é que, ser independente anda ligado com ser alternativo, que acaba tendo um puta peso de sucesso. Porque mesclar pessoas das mais variadas tribos, desde crianças, jovens, velhos, gays, lesbicas, ativistas, comunistas, pensadores, poetas, artistas, formadores de opiniões e até gente que caiu de paraquedas e está ali por acaso (se é que ele existe), é para poucos.

Das fantasias. Bom, isso seria um carro chefe para a festança. Mas acho melhor não nomear porque a fantasia meu amigo, essa sim faz parte do contexto. Seja num brilho, numa roupa, num acessório. O amigo usa e abusa da criatividade e ainda vive no social com o melhor de tudo, sem rótulos.

O não ser rotulado e ser você mesmo é o mais interessante do Cordão. Porque você chega vestido da sua criatividade, socializa, compartilha, se diverte e ainda samba, falae....É só abrir as fotos no perfil do Cordão que você vê, a felicidade contagiante que cada foto e cada sorriso expressa.

Aos poucos sinto que estamos chegando lá. O Cordão da Valu, que começou lá, com um grupo de amigos, agora se estende e vira manchete. Traz o rico, o pobre. Mistura tudo numa festa só. Tem harmonia, alegria, vida! É o Carnaval de Campão fazendo por onde.

Agradecida sempre.


Carnaval 2013 - Campão






 
 Com Eduardo Souza Neto, no Carnaval 2013 de Campo Grande...

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Entrevista Gabi Dias!!!



Entrevista com a artista multi Gabi Dias, sobre o lançamento do blog e da mostra no Lero's Café, que aconteceu no dia 30 de novembro de 2012, em Campo Grande/MS.
Agradecimentos a equipe do Jornal Diário Digital e ao fotografo Victor Chileno.


segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Entrevista com Zeca Baleiro




Matéria realizada pelo Jornal Diário Digital na edição do dia 1/12/2012 com o artista maranhense Zeca Baleiro durante a sua estadia em Campo Grande/MS para participar do show do compositor Geraldo Espíndola, aniversario de 60 anos. Aproveitando a ocasião, o músico realizou a tarde de autografos de seu ultimo CD - O Disco do Ano na livraria Leitura, do Shopping Campo Grande.

Fotos: Victor Chileno

domingo, 25 de novembro de 2012

Fala Comigo Doce Como a Chuva...

"Fala Comigo Doce Como a Chuva”

Por Carol Alencar

Nem mesmo a chuva ou um dia chuvoso explica a necessidade de expressar-se através dos sentimentos do ser humano. A chuva estava ali apenas como coadjuvante do que seria em si, o espetáculo “Fala Comigo Doce Como a Chuva”, do dramaturgo Tennessee Willians que esteve em cartaz no começo de novembro em Campo Grande.

Sob a impecável direção de Nill Amaral, os atores Arami Marschner e Paulo Porto conseguiram transmitir a real mensagem da peça, que é nada mais que a desilusão do amor, áh o amor... É, o amor, aquele tumor que mexe com a gente e nos deixa transtornado e de repente, ele muda de contexto e nos põe em ciladas internas que nem a gente sabe questionar.


Pois bem, essa tristeza do amor, da infelicidade, de como eu deixei e estou deixando o amor escapar, os atores conseguiram repassar ao público que estava ali, juntinho no palco, sentindo essa energia.

“Fala Comigo Doce Como a Chuva” traz a reflexão existencialista do ser humano, a busca constante em relutar ao mundo da ilusão para buscar uma felicidade falsa e as vezes inventada. De uma forma poética a mensagem final de solidão é nitidamente percebida aos olhos de quem se depara, até mesmo inconscientemente, ali, naquele conflito do casal.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Temporada do Chapéu, só elogio na edição 2012.



Por Carol Alencar

         Quem esteve nos principais locais da cidade essa semana foi pego de surpresa por diferentes apresentações de arte. Na rodoviária antiga, na feira central, na Orla Morena, nas praças e parques da cidade, no camelódromo, no famoso calçadão da Barão e por ai vai. A terceiraTemporada do Chapéu chegou e fincou com todas as forças amantes da arte de rua e da cultura urbana na semana especial de aniversário da nossa Cidade Morena.

         “Está muito lindo de ver, as pessoas parando e aplaudindo as apresentações. Isso é demais de gratificante”, exaltou o diretor do Teatro Imaginário Maracangalha, Fernando Cruz. Ele é um dos idealizadores do ‘projeto’ Temporada do Chapéu e tem contribuição ativa com a arte pública de Campo Grande.

         Todos sabem que o teatro de rua é sem dúvida um espetáculo aberto, e que expressa com precisão, a sua natural essência, que é nada mais que fazer teatro com o povo e não para o povo, além de revelar o cotidiano, expor e protestar os enigmas do dia a dia. “A arte privada limita o acesso da população. Nosso papel em levantar essa bandeira da arte de rua é justamente tornar a arte acessível a todos”, indaga Cruz.

         Sem apoio algum, o ‘projeto’ Temporada do Chapéu sobrevive com colaboradores, amantes da arte e cultura e amigos que admiram e acreditam no teatro. “É de se espantar um evento como este, totalmente independente, assim, lotado”, revela Fernanda Glicéria, estudante do ensino médio e amante da arte e cultura. O interesse do público que é pego de surpresa e é cativado pelo teatro de rua é sem dúvida um avanço, mas que caminhada desde nossa ancestralidade, como diz o diretor. “A arte de rua é ancestral. Desde sua natureza ela aborda o público nas praças, ruas e é feita com o cenário e personagens do momento, da rua. Trazer isso a tona, para Campo Grande é divino, porque nossa Capital necessita disso”.


         O Teatro Imaginário Maracangalha completa seis anos de ativa no dia 25 de agosto. Coincidentemente no dia de São Genésio, que é o santo protetor de atores e músicos (artistas). Como o forte do grupo é especializado em ‘cortejos’ e arte pública, neste dia, haverá o cortejo especial de aniversário que sairá do Bar do Zé Carioca (ao lado da Feira Central) e seguirá pela Rua 14 de Julho até a Casa Vai ou Racha, que fica na Praça Julio Lugo (entre o Comper São Francisco e a Igreja São Francisco).

         Traga sua fantasia, seu humor, sua alegria, sua vontade de comemorar a arte e pregar a arte de rua para o cortejo. A programação você encontra aqui> http://brasacomunicacao.wordpress.com/2012/08/16/imaginario-maracangalha-comemora-3a-temporada-do-chapeu-na-proxima-semana/

        

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Tetê na Virada Cultural 2012

A cantora de pássaros na garganta, Tetê Espíndola, se apresenta na Virada Cultural de São Paulo neste domingo (06/05), às 16h no Teatro Olido. Tetê fará uma viagem cronológica de sua carreira, cantando os principais sucessos dos 33 anos de carreira. Ela fará um passeio pelo repertório, e começará cantando 'Vida Cigana', passando por 'Sertaneja', 'Escrito nas Estrelas' e como será um passeio, ela irá recordar a era do cinema em sua vida, onde ela atuou e participou do projeto 'Mônica Sereia do Rio', com a música 'Coração Doidinho'. Também irá nos presentear com as clássicas 'Ajoelha e Reza', que todo paulistano curte, 'Poema da Lesma' uma adaptação do poema de Manoel de Barros e uma releitura da música 'O Meu Amor', de Chico Buarque. Pra encerrar, Tetê prestará uma homenagem ao paulistanos cantando a famosa 'Trem das Onze', que fica luxuosamente linda na voz da intérprete. 

 Você que estiver por Sampa neste fim de semana não vai perder essa vai??? 

SERVIÇO: Show 33 anos de 'Pássaros na Garganta', Tetê Espíndola com o duo Adriano Magoo (piano e sanfona) e Rodrigo Digão (percussão). Local: Cine Teatro Olido - Galeria Olido - Av. São Joao, 473 - Centro - SP Horário: 16h

terça-feira, 17 de abril de 2012

Vinil Moraes apresenta novo show no Som da Concha do dia 22



Vinil Moraes apresenta novo show no Som da Concha do dia 22

No próximo dia 22 de abril, o músico Vinil Moraes fará a abertura do projeto ‘Som da Concha’. O show acontece sempre aos domingos na Concha Acústica Helena Meirelles, no Parque das Nações Indígenas. O horário será as 17h30.

Para o show Vinil selecionou um repertório autoral que mistura samba, reggae, soul e ritmos africanos. No total serão sete músicas, são elas: Pois Zé (Vinil Moraes e Xarás Gabriel), Só Saudade (Vinil Moraes), Porrada é Sempre no Mesmo Lugar (Vinil Moraes e Vitor Maia), Cruzeiro (Vinil Moraes e Xarás Gabriel), Fogo na Baraúna (Vinil Moraes e André Stábile) e Andando a Pé (Vinil Moraes).

Os músicos Walter Madruga (bateria), Danilo Lopes (contrabaixo), Leandro Perez (guitarra) e Luis Carlos Santana – Baiano – (percussão) formam a banda de apoio do show. Vinil adianta: “‘Porrada é Sempre no Mesmo Lugar’ terá uma nova versão surpresa pro show”.

Mostrar para a população campo-grandense que existe diversidade musical na cidade é o objetivo de Vinil Moraes. “É sempre bom poder tocar minhas músicas e as parcerias que tenho feito para o público freqüente da concha”, salienta Vinil Moraes sobre o projeto Som da Concha. O projeto é uma criação da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS).

Vinil Moraes

Na bagagem, muito mais que cantar e interpretar, mais que sentar e compor, e muito além de produzir e representar. O músico Vinil Moraes é uma referência de multiplicidade da música e cultura sul-mato-grossense. Ele compõe idéias, reúne ‘acordes’ e canta suas músicas para todos que quiserem ouvir.

Nascido em Dourados, mas criado em Campo Grande, Vinil já ultrapassou a primeira década de vida musical. Aos 29 anos, suas letras vão de reflexões da sociedade em si até expressões de fé. “A música é um meio de comunicação e muito potente e interessante. Por isso estou nela”, acredita o músico que é formado em Direito e estuda direitos autorais.

Acompanhado de Thiago Cambará e Rodrigo Noé, o começo de Vinil Moraes foi tocando covers na noite campo-grandense. Em 2003, funda a banda Canastra com amigos e músicos da noite, entre eles o músico Marcelo Lage e professores da Escola de Música Carlos Gomes. Com a banda Canastra, Vinil percorreu palcos levando um pouco de reggae e músicas de Bob Marley. Superou os 150 shows em dois anos além de estar ativo em projetos com Oficina de Idéias e abertura de shows na Capital de MS.

Em 2008 lançou o CD ‘ Vinil Moraes - É isso que eles querem’, com oito faixas inteiras gravadas pelo Estúdio 45 – Anderson Rocha e produzido por Antonio Porto. No mesmo ano, surge a banda ‘Vinil Moraes e Doutrina Reggae’, que também têm repercussão assídua em projetos culturais e shows grandes na capital. Os músicos: Bolha Batera, Carlixo,ALEX DOMINGOS, Zé rafael, Lucas GABRIEL,Vitor, Lauren Cury, Gigi Flores, Gleyton Berbet acompanharam Vinil nessa jornada.

Em 2009 Vinil reúne amigos de Bauru e Campo Grande, formando a banda Vinil Moraes e EXPRESSAO DE FÉ, fazendo shows pelo litoral catarinense e paranaense.

Já em 2010, Vinil Moraes muda-se para São Paulo e atua como produção e músico no IDCH – Instituto de Desenvolvimento e Consciência Humana, com seus parceiros Xarás Gabriel e Caio Green Dubmistah. Vale lembrar dos shows ‘Fogo no Congá’ que teve uma grande repercussão pelo público paulistano e, também, campo-grandense. No ano seguinte, Vinil Moraes trabalhou diretamente com a Banda Curimba, onde também, desenvolveu algumas parceiras, principalmente, com o compositor André Stábile.

Atualmente Vinil Moraes compôs quatro canções no estúdio de Leo Coppetti que fez em parceria com o Mesttre Orlando (da Gaita) e esta na produção do clipe ‘Demoro’, que será lançado ainda este ano.

FOTO: Giuliano Gondim



Brasa Comunicação

Jornalista Carol Alencar

(11) 2476-8356

(11) 9718-2073

quarta-feira, 14 de março de 2012

Brasa Comunicação

Assessoria de Imprensa, Gerenciamento de Redes Sociais, Planejamento de Marketing Pessoal e Criação de Eventos.....

Encontre-nos na internet>>>
Facebook
Twitter

Email > brasacomunicacao@gmail.com

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

PCdoB festeja seus 90 anos


Partido Comunista do Brasil comemora 90 anos de luta com programação especial durante todo o mês de março.

O Partido Comunista do Brasil – PCdoB – convida o povo brasileiro, de todas as classes e frentes para festejar os 90 anos de sua fundação. No dia 25 de março de 2012 a legenda partidária que teve, até então, a mais longa presença na história brasileira, comemora nove décadas em grande estilo.

A agenda do festejo começa no dia 21 de março e segue até dia 29 com uma programação que reunirá líderes, personalidades e militantes do partido.

A grande Festa Nacional dos 90 anos do PCdoB acontece no dia 24 de março (sábado), às 19 horas, no Rio de Janeiro/RJ com uma programação cultural e política. Com show do músico Martinho da Vila, o evento que será sediado na Casa ‘Vivo Rio’, contará com a presença de representações do Partido de todo o país, autoridades e representantes de partidos políticos aliados.

Já no dia 26 de março, haverá uma Sessão Especial do Congresso Nacional em homenagem aos 90 anos do Partido Comunista do Brasil. O evento será no Plenário das Sessões do Senado Federal, em Brasília/DF e contará com a presença de dirigentes partidários, lideranças parlamentares e do movimento social, autoridades dos Poderes da República além de convidados internacionalistas, representações diplomáticas e membros de delegações de todo o país. A sessão de comemoração está programada para as 17 horas.

Também em Brasília/DF, só que na Câmara dos Deputados, acontece de 19 a 29 de março a Exposição Iconográfica: 90 anos de história do PCdoB. A abertura solene da mostra ‘Socialismo com a cara do Brasil’ será no dia 21 de março, às 17 horas. (*leia mais sobre a mostra no fim do texto)

E para encerrar as comemorações, o partido preparou uma edição especial de seu programa televisivo em cadeia nacional, que homenageia seus 90 anos. Este será exibido no dia 29 de março, pontualmente às 20h30 em todas as TVs abertas em rede nacional e também nas emissoras de rádios públicas.

Atos de confraternização irão percorrer o país de Norte a Sul. Operários e assalariados; sertanejos e camponeses; juventude, mulheres, intelectuais e comunistas de todo o Brasil, irão participar desta comemoração histórica, em formas diversas, mas com a mesma emoção. É uma festa dos comunistas, dos trabalhadores e também uma festa da democracia brasileira, da qual o PCdoB tem sido um guardião, mesmo à custa de muitas vidas. Os democratas e os patriotas são todos à festa do PCdoB.

HISTÓRIA

Em 25 de março de 1922, na cidade de Niterói, Rio de Janeiro, pelas mãos de um grupo de trabalhadores e intelectuais nasceu o Partido Comunista do Brasil. Seu itinerário de 90 anos de lutas se funde com as diferentes etapas da história do país. Constante nesta trajetória é a bandeira do socialismo que nos seus punhos se manteve sempre alta. Socialismo que, na atualidade, – rejuvenescido e renovado pela experiência histórica – é apresentado pelo PCdoB como a alternativa capaz de assegurar um novo avanço civilizacional para o Brasil – salto este que hoje tem por caminho a realização do Novo Projeto Nacional de Desenvolvimento para todos.

Esta luta, que vem desde a República Velha, atravessa ditaduras, regimes autoritários, pequenas hiatos de liberdade, até a contemporaneidade – quando, desde 1985, o PCdoB vive seu período mais duradouro de atuação legal –, resulta num legado de batalhas e realizações em prol da democracia, da soberania nacional, dos direitos dos trabalhadores, da paz e da solidariedade entre os povos. Tal legado é fruto da militância revolucionária de várias gerações de comunistas nas quais estão presentes inúmeros heróis do povo brasileiro.

Desde os fundadores de 1922 – simbolicamente personalizados no talento de Astrojildo Pereira – aos que o dirigiram nos tumultuados e enriquecedores anos de meados do século passado – cuja expressão é o destacado líder popular, Luiz Carlos Prestes –, até o período recente quando se agiganta o papel de João Amazonas como construtor e ideólogo do Partido Comunista que vicejou e se projetou para o século 21.

PROGRAMAÇÃO

24/03/2012 – 19h – Casa VIVO RIO, Rio de Janeiro/RJ

* Brasil em Festa – 90 anos do PCdoB. Evento com programação cultural e política. O destaque da parte cultural será o show de Martinho da Vila. A cenografia e direção de Elifas Andreato. Presentes: representantes do Partido de todo o país, aliados, delegações internacionalistas e amigos;

26/03/2012 – 17h – Congresso Nacional, Brasília/DF

* Sessão Especial em Homenagem aos 90 anos do Partido Comunista do Brasil no Congresso Nacional. O ato será no Plenário das Sessões do Senado Federal. Convidados: dirigentes partidários, lideranças parlamentares e do movimento social, autoridades, internacionalistas e representações diplomáticas;

21/03/2012 – 17h – Câmara dos Deputados, Brasília/DF

* Exposição Iconográfica: 90 anos de história do PCdoB. Mostra ‘Socialismo com a cara do Brasil’. Abertura solene com presença de autoridades e representantes do PCdoB.

A exposição multimídia reúne textos, fotos, áudios e vídeos que narram os principais fatos da história do Partido Comunista do Brasil. Em destaque, personagens e episódios que atestam a presença marcante dos comunistas na história do país e seu legado à construção da nação. A exposição mostrará como o vínculo entre os comunistas e o Brasil se projeta do passado aos dias atuais e como o Partido atravessou as diferentes fases da história da política brasileira no período de autoritarismo e da ditadura. Levará em conta também, que mesmo sob férrea perseguição, o partido contribuiu para a construção do país e é por isso que, estará em destaque na exposição, contar a história do PCdoB é também contar a história do Brasil. A mostra ficará em exposição do dia 19 a 29 de março.

Vale ressaltar que uma versão compacta da mostra poderá será exposta em assembléias legislativas, câmaras municipais, centros culturais, sindicatos e espaços alternativos de diferentes estados brasileiros.

29/03/2012 – 20h30 – TVs Aberta de Todo o Brasil

* Programa de TV e Rádio alusivo aos 90 anos do PCdoB, duração de 10 minutos. As organizações do Partido devem promover eventos em todo país para se assistir o programa, seguido de debates, atos e festas locais de comemoração.

Secretaria Nacional de Comunicação do PCdoB - (11) 3054-1800

Secretário Nacional de Comunicação do PCdoB - José Reinaldo Carvalho - (11) 3054-1800

Presidente PCdoB> Renato Rabelo - (11) 3054-1800

http://www.pcdob.org.br/

Carol Alencar

MTB 593/MS

Assessoria de Imprensa do PCdoB Nacional

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Feliz 2012...


Um ano de muitas renovações e luz na vida de todos....e que o AMOR reine sempre!

sábado, 19 de novembro de 2011

Guilherme Rondon comemora 40 anos de carreira e lança ‘Made in Pantanal’

O músico Guilherme Rondon convida os fãs e admiradores sul-mato-grossenses para comemorar quatro décadas de vida musical. Quatro décadas que vai além do ‘Horizonte’ e do ‘Paiaguás’ e que faz sua musica-poesia virar ‘Vida Bela Vida’ a quem a escuta. O novo CD Made in Pantanal que foi literalmente gravado à beira do Rio Negro com os músicos Sandro Moreno, Alex Mesquita, Orlando Bonzi será realizado no próximo dia 19 de novembro de 2011, às 20h, no palco do Teatro Aracy Balabanian, em Campo Grande (MS). Os ingressos serão vendidos no local e custam R$ 20,00 e R$ 10,00 para estudantes.

‘Made in Pantanal’ conta com 11 músicas inéditas, uma regravação e vídeo como faixa bônus, que expressam a fase atual de criação e produção musical de Guilherme Rondon. ‘Tabuiaiá’, ‘La Negra’, ‘Espelho Deslizante’ ‘De Bem Querer’ e ‘Toma essa Canção’, ‘Sonho Inca’ são algumas das músicas que compõem o álbum. As composições, Rondon assina junto aos letristas e amigos Alexandre Lemos, Paulo Simões, Celito Espíndola, Consuelo de Paula e Zé Edu Camargo. O disco, contou com fundos do FIC – Fundo de Investimentos Culturais da FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul) e foi inteiramente gravado na fazenda Barra Mansa, no coração do Pantanal Sul-Mato-Grossense. Neste show Guilherme estará acompanhado por Alex Mesquita (baixo), Capim (sanfona), Sandro Moreno (bateria/percussão).

O teatro Aracy Balabanian fica no Centro Cultural José Octávio Guizzo que está localizado na Rua 26 de Agosto, nº 453 – Centro. Os ingressos custam R$20 e R$10. Mais informações com a Saci Produtora pelos telefones (67) 8435-1330 e (67) 9287-4469 ou pelo email contato@saciprodutora.com.br

-> Estúdio improvisado na Fazenda Barra Mansa - Pantanal/MS

DEPOIMENTOS

Made in Pantanal. Pois é. Este é o CD que se bebe como quem bebe direto do rio, chapinhando versos e água e sons e folhas, sorvendo o ar que os pássaros do pantanal irrequieto espanam com suas asas - cada movimento uma verdade irresistível, repleta de vida e arte, natureza e poesia. As canções que Guilherme Rondon apresenta nesse disco são o resultado sonoro de um profundo mergulho em seu próprio universo, disparando círculos concêntricos que se multiplicam geométricamente e chegam como prenda maior a nós outros, meros mortais à margem de sua genialidade única.

Um álbum que deve ser ouvido inteiro, sossegadamente; a avidez e a impaciência devem ficar de fora, para que cada gota desse raro cristal, tão habilmente borrifada diretamente sobre a alma do freguês, possa ser reconhecida e captada no seu tempo exato. Mais uma vez Guilherme Rondon acerta em cheio os corações e as mentes; só que desta feita traz consigo os segredos e murmúrios de seu pantanal querido, seu habitat natural e sua inspiração maior.

Voa Tabuiaiá, e vem pousar na janela da minha casa. Tavito (cantor, compositor e produtor)

O disco de Guilherme Rondon que acaba de sair do forno traz, no nome, a síntese do trabalho do artista. O título em inglês mostra que a música não vê fronteira, peia ou amarra. Mas também dá a dica de que ela tem os pés mergulhados nas águas da planície pantaneira, um pedaço autêntico de Brasil. O disco foi todo gravado na fazenda Barra Mansa, às margens do rio Negro, um dos mais bem-preservados do país. Um estúdio foi montado ali para que os músicos Alex Mesquita, Sandro Moreno e Orlando Bonzi, com uma equipe técnica toda sul-mato-grossense, pudessem mergulhar na experiência pantaneira. O resultado é orgânico na diversidade: todas as 12 faixas têm o mesmo DNA, mas os ritmos, timbres e letras induzem o ouvinte a uma multiplicidade de sensações. E o que transparece é a perfeita segurança que o compositor Guilherme Rondon tem na construção das melodias, resultado dos 40 anos de carreira que ele comemora com este disco. Nas letras, o cantor conta com a ajuda de parceiros que trazem uma variedade de temas ao sabor das notas: Alexandre Lemos, Paulo Simões, Celito Espíndola, Consuelo de Paula e Zé Edu Camargo. O disco apoiado pelo FIC/MS traz na capa (autoria do artista Ricardo Catassini) uma foto em que as águas escuras do Rio Negro incorporam o dourado de um pôr-do-sol. Um momento de puro Pantanal refletindo mundos, assim como é a música de Guilherme Rondon. José Edu Camargo (jornalista, poeta, letrista)

SERVIÇO

Local: Teatro Aracy Balabanian (Rua 26 de Agosto, 453 – Centro – Campo Grande/MS)

Horário: 20h

Valor: R$20 (inteira) R$10 (meia)

Assessoria de Imprensa: Carol Alencar (67) 9947-6361

Produção/Guilherme Rondon: Claudia de Medeiros (67) 9912-8920

Produção Executiva/SHOW: Saci Produtora (67) 8435-1330/9287-4469

ASSESSORIA DE IMPRENSA

CLIPPING IMPRESSO


Chamada de capa - Jornal O Estado de MS; abaixo matéria de CAPA no Jornal O Estado de MS realizada no dia 17/11/11, agradecimentos à jornalista Bruna Lourenço e a edição de Naiane Mesquita
























Matéria divulgada no Jornal Correio do Estado no dia 19/11/11 pelo jornalista Oscar Rocha; agradecimento a ele e a edição de Cristina Medeiros; abaixo matéria publicada no site Midiamax News em versão para impressão.





CLIPPING ONLINE
Campo Grande News
Midiamax News
Fundação de Cultura de MS
Correio do Estado Online
Conesul News
Dourados News
Conjuntura Online
Notícias MS
A Crítica.Net
Correio de Corumbá
Capital News
Agora Campo Grande
Aquidauana News


Agradecimentos a emissora SBT/MS, editores Suki e Euclides Fernandes que deram abertura para a apresentação do músico durante a segunda edição do Jornal do SBT/MS no dia 18/11/11.

Canal do Youtube do Artista

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Celso Petit

Natural de Bauru/SP, o músico Celso Petit teve sua carreira iniciada em 2005, na cidade de Campo Grande/MS. Na época, atuava como guitarrista da banda de reggae Kaymã, por onde participou de diversos eventos da Capital, dentre eles, as aberturas de shows de bandas renomadas da cena nacional como: Tribo de Jah, Natiruts, Maskavo, Cidade Negra, Planta & Raiz, entre outras.

Em 2007, muda-se para sua terra natal e começa o projeto musical com a banda King Lion, também como guitarrista e segue com shows da banda em diferentes apresentações em palcos brasileiros. Em 2009, é convidado pelo músico sul-mato-grossense Vinil Moraes para integrar a banda Expressão de Fé, que por sua vez, sai deslanchando eventos pelo estado de Mato Grosso do Sul.


Em meados de 2009, encara o projeto de formar a banda Samanah, por onde investe no ritmo reggae, mpb e adere os bares de Bauru e região e, em 2010, muda-se para São Paulo, e investe em parcerias com músicos experientes da cena.

Novamente em Campo Grande, agora com 28 anos, moradia fixa e objetivos traçados, o músico se prepara para novas experiências e destinos dentro da carreira musical, atuando como Voz & Violão em eventos e entrando em diferentes projetos e parcerias com músicos regionais.

Além da guitarra e violão, Celso Petit domina os instrumentos: contra-baixo, teclado, bateria e percussão, trompete e está iniciando aulas de sax.

Confira o blog de Celso Petit

Veja Vídeos do Músico

Bandeira



Simples Assim

Vai na Boa

Maria Vai Pra Casa

Veja outros trabalhos do artista clicando aqui.

Foto - Mariana Petit



Carol Alencar

Assessoria de Imprensa

(67) 9947-6361

www.carolinaalencar.blogspot.com


domingo, 31 de julho de 2011

Evandro Prado leva prêmio no 17º Salão de Arte de Anápolis



Por Carol Alencar

O talento dele é inconfundível. Se você é um amante nato de artes plásticas e acompanha a evolução que ela se encontra, com certeza já ouviu falar de Evandro Prado. Ele se consagrou em sua terra natal (Campo Grande/MS) em 2006 diante da obra Habemus Cocam, onde criticava explicitamente dois dos maiores poderes iniludíveis da humanidade: A Igreja e a Coca-Cola. O sul-mato-grossense que está radicado em São Paulo foi premiado no 17º Salão de Artes Plásticas de Anápolis (GO).

O evento é considerado um dos mais importantes do gênero da região Centro-Oeste e recebe inscrições de vários estados brasileiros. Evandro ficou entre os 20 selecionados pela comissão curatotial e foi agraciado pelo júri com uma bonificação de R$5.000,00. Além disto, a instalação premiada foi incorporada ao acervo do Museu de Artes Plásticas Loures. Dentre as linguagens contemporâneas relacionadas ao gênero, compunham o Salão: pintura, escultura, colagens, instalações, vídeos e assemblages. Se você tiver passando por Anápolis não deixe de conferir a exposição das obras premiadas. Ela acontece de 30 de julho a 31 de agosto, na Galeria Antônio Sibasolly.

“Peccatoribus II” foi a arte premiada. O sucessor de Humberto Espíndola, criou uma instalação de 7 metros de comprimento por 1 de largura com a finalidade de transformá-la num tapete de Corpus Christi. A obra leva seis estandartes bordados pelo artistas, que aglutinados, foram uma espécie de carpete que vai da parede até o chão. Daí o lance do Corpus Christi.

Nosso artista está com a obra “Peccatoribus I” integrando a exposição coletiva ALUGA-SE na cidade de Svonberg, na Dionamarca. A mostra fica em exposição até dia 8 de agosto no Museu SAK.

Veja as obras de Evandro Prado em seu site> www.evandroprado.com.br

domingo, 24 de julho de 2011

AliceA chega a Bonito Tocando Flores....


Olá Amigos! Escrevi sobre a cantora e compositora no site ROCK DO MATO...
Entrem lá e confira o texto e conheça a AliceA, a mais nova atração feminina da música
regional dos ultimos tempos...
Clique aqui e leia o texto na íntegra.

domingo, 12 de junho de 2011

Especial Dia dos Namorados!

Matéria realizada pelo jornal Correio do Estado On Line.... agradecimento para a jornalista Beatriz Longhini... eu e meu quase marido (sim, vamos nos casar nesta quarta-feira 15-06) Celso Petit fomos personagens da materia dela, que fala dos casais virtuais.

Veja na íntegra - http://www.correiodoestado.com.br/noticias/tecnologia-une-casais-e-mantem-acesa-a-paixao-na-era-digital_114100/

terça-feira, 19 de abril de 2011

2º Ciclo de Encontro - A Natureza da Criança - ACORDAIS: ERA UMA VEZ A ARTE DE CONTAR ESTÓRIAS


2º Ciclo de Encontro - A Natureza da Criança - ACORDAIS: ERA UMA VEZ A ARTE DE CONTAR ESTÓRIAS

PALESTRANTES CONVIDADOS:

Regina Machado (SP) - Fotografia Cristina Livramento, Praça Benedito Calixto, São Paulo (SP), 2009.


Emmanuel Marinho (MS)


Ricardo Pieretti Câmara (MS) - autor do livro "O Menino Que Engoliu o Sol"


Data: 29/04 a 1º/05
Local: Espaço Imaginário
Veja Programação Completa das palestras e oficinas no site: www.espacoimaginario.com
Mais informações pelo telefone (67) 3326-5525